Esportes

1 14/01/2019 06:51

Os grupos para Copa do Nordeste 2019 foram definidos em sorteio realizado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Os 16 participantes do campeonato regional foram divididos em duas chaves.

Nesta edição, os oito candidatos de um grupo, joga com os outros oito do grupo adversário em turno único. No fim destas primeira etapa, os quatro melhores colocados de cada chave se classificam para as quartas. Esta fase, assim como as semifinais, será disputada em jogo único. A grande final, por sua vez, será em partidas de ida e volta.

Clássicos a vista

De acordo com as regras do sorteio, os dois melhores ranqueados de cada estado não podem estar no mesmo grupo. Consequentemente, o torneio regional reserva grandes emoções nos clássicos estaduais, como Bahia e Vitória, Fortaleza e Ceará, CRB e CSA e Santa Cruz e Náutico.

Começando pelo novo formato. Saem de cena os quatro grupos de quatro times e entram apenas dois grupos com oito. Em vez de se enfrentarem dentro de cada chave, as equipes do Grupo A enfrentarão as do Grupo B.

Os maiores clubes de cada estado foram colocados em grupos diferentes. O Vitória está no Grupo A, ao lado, por exemplo, de Fortaleza e Santa Cruz. O Bahia está no Grupo B, com Ceará e Náutico (veja todos abaixo).

Graças a esse novo formato, os clássicos estaduais estão garantidos. No dia 3 de fevereiro tem Ba-Vi, na Fonte Nova, às 17h, pela 3ª rodada.

O duelo que abre o Nordestão será do Vitória, nesta terça-feira (15), contra o CSA, às 21h30, em Maceió. O Bahia estreia quarta-feira (16), também contra um alagoano. O duelo é com o CRB, às 20h, na Fonte Nova.
O Sport segue fora. O Leão da Ilha pediu para abandonar a competição, e desde 2018 não a disputa. As quartas de final e as semifinais passarão a ser em jogo único. As finais seguem em jogos de ida e volta.

 BAxVI

O Vitória segue como maior campeão do Nordestão, com quatro títulos. Com o troféu de 2017, o Bahia encostou no rival, com três estrelas.

O tricolor, porém, tem retrospecto bem melhor que o rival na nova era do regional, iniciada em 2013. O Esquadrão apareceu em três das últimas quatro finais – perdeu para o Ceará em 2015, venceu o Sport em 2017 e perdeu para o Sampaio Corrêa no ano passado.

O melhor desempenho do Leão desde 2013 foram as semifinais. Em 2015 foi eliminado para o Ceará. Em 2017, perdeu para o Bahia. O último título foi na edição de 2010.

A dupla baiana promete foco total na Copa do Nordeste, com o uso do time principal em todas as partidas. Só na estreia diante do CSA o Leão usará o sub-23 por conta do pouco tempo de preparação – se reapresentou no dia 3.

A premiação em dinheiro é um dos pontos fortes da competição. Pela participação na primeira fase, Bahia e Vitória receberão R$ 1,9 milhão, cada. O avanço às quartas de final rende mais R$ 300 mil. À semifinal, mais R$ 375 mil. O campeão leva mais R$ 1 milhão, e o vice, R$ 500 mil.

Com isso, se Bahia ou Vitória forem campeões, receberão mais de R$ 3,5 milhões pela Copa do Nordeste.

CALENDÁRIO

Outra mudança significativa para 2019 está no calendário. Graças a um pedido dos clubes, o regional terá mais datas nos finais de semana.

O Vitória, por exemplo, terá cinco dos seus oito jogos na primeira fase em finais de semana. Em 2018, foram apenas duas. O Bahia jogará ainda mais aos sábados e domingos, seis dos oito duelos. No ano passado, foi apenas um.

A competição também será mais curta do que no ano passado. Na última edição, o regional ‘invadiu’ as primeiras rodadas da Série A e até da fase final da Copa do Mundo.

O Bahia, por exemplo, enfrentou o Sampaio Corrêa nas finais do ano passado nos dias 4 e 7 de julho, entre as quartas de final e as semifinais da Copa do Mundo na Rússia.

Neste ano, as finais da Copa do Nordeste estão marcadas para os dias 22 e 29 de maio, antes do início da Copa América, em 14 de junho. Apenas as semifinais e as finais vão ‘invadir’ as primeiras rodadas do Brasileirão, que começa em 27 e 28 de abril.
OS GRUPOS

GRUPO A

VITÓRIA - O Leão vai estrear diante do CSA, nesta terça-feira (15), com o sub-23, mas deve usar o time principal a partir do duelo com o Moto Club, no sábado (19). Tem como maiores adversário dentro do grupo o Fortaleza, time de Série A, e o CRB, seu futuro adversário na Série B.

SANTA CRUZ - 2018 foi terrível para o Santa, sem o acesso à Série B, caindo diante do Operário. Sem jogar desde agosto, tenta se reerguer em dificuldades financeiras. Leston Júnior, ex-Botafogo-PB, é o técnico. O atacante Pipico, 33 anos, ex-Macaé, é o destaque.

CRB - Após um 12º lugar na última Série B, esvaziou o time e trouxe 20 reforços. O mais conhecido é o atacante Zé Carlos, 35 anos, em sua 6ª passagem. O elenco está cheio de conhecidos por aqui, como os atacantes Victor Rangel e William Barbio, ex-Bahia.

SAMPAIO CORRÊA - Depois do surpreendente título regional, teve um 2018 terrível, com a queda à Série C. Desmontou todo o time. Para reorganizar, trouxe Flávio Araújo, campeão da Série D pelo clube em 2012. Pelo menos, tem o dinheiro do título do Nordeste para investir.

FORTALEZA - O Leão vem de um 2018 incrível: título da Série B e volta à elite após 13 anos. O problema é que os destaques do técnico Rogério Ceni foram embora, como o atacante Gustavo, que voltou ao Corinthians. Reforços tímidos. Destaque para o meia Madson, ex-Santos.

SALGUEIRO - Terceiro time de Pernambuco – é o único estado com o privilégio – eliminou a Juazeirense na fase seletiva do Nordestão. Na Série C, acabou rebaixado ao lado do time baiano. No último dia 10, bateu o Cancão de Fogo por 1x0 no único teste da pré-temporada.

ALTOS - Criado em 2013, vai participar pela 3ª vez seguida do Nordestão. Nas duas anteriores, enfrentou o Bahia, o que vai acontecer de novo em 2019. Até hoje, nunca venceu – foram três derrotas e um empate. Tenta pela primeira vez a vaga nas quartas de final.

SERGIPE - Um dos primeiros times a estrear oficialmente em 2019, no último domingo (13), e logo com derrota por 1x0 para o rival Confiança pelo estadual. Lembra do volante Ramalho, que jogou no Vitória nos anos 2000? Está no Jipão, aos 38 anos. Marinho Donizete, 38, é outro veterano.

GRUPO B

BAHIA - O tricolor vai usar o time principal desde a estreia, contra o CRB. Ao lado de Ceará, CSA e Fortaleza são os times da região na Série A. Mas por conta da tradição e poderio financeiro, o Esquadrão entra como favorito ao título. Esteve em três das últimas quatro finais.

CEARÁ - pPerdeu alguns dos destaques da campanha na Série A de 2018, como o atacante Arthur e o volante Richardson e deve perder o goleiro Everson. Manteve o técnico Lisca, que até agora teve reforços tímidos. O mais conhecido por aqui é o atacante Willie, ex-Vitória.

ABC - Quase caiu para a Série D em 2018 e por isso manteve apenas seis atletas. Foram 14 contratações até o momento, a maioria de jovens jogadores. O destaque é o atacante Rodrigo Rodrigues, revelado pelo Bahia. O treinador é Ranielle Ribeiro, ex-auxiliar do clube.

NÁUTICO - O Timbu tem como arma a volta para a sua casa, o Estádio dos Aflitos, após seis anos. Apesar de não ter obtido o acesso à Série B em 2018, a base da equipe foi mantida. O destaque é o atacante Jorge Henrique, 36 anos, campeão mundial com o Corinthians.

BOTAFOGO-PB - Por pouco não subiu para a Série B no ano passado (caiu nos pênaltis para o Botafogo-SP). Renovou com o técnico Evaristo Piza e com seus principais jogadores, como o meia Marcos Aurélio, 34 anos, que defendeu o Bahia em 2014, e o artilheiro Nando.

CONFIANÇA - Manteve a base do time da Série C 2018, como o técnico Betinho, bicampeão estadual pela equipe. O atacante Leandro Kível, de 35 anos, ícone do clube, continua por lá. Estreou no último domingo (13) na temporada com um 1x0 sobre o rival Sergipe pelo estadual.

CSA - Manteve Marcelo Cabo, comandante do acesso inédito à Série A. Por outro lado, mudou quase todo o time, trazendo até agora 17 reforços, a maioria de desconhecidos. Entre os mais famosos estão o volante Amaral, ex-Vitória, e o lateral direito Régis, que passou pelo Bahia.

MOTO CLUB - Vem de temporada modesta, eliminado nas oitavas de final da última Série D para o Imperatriz, do próprio estado. Montou um time inteiro novo para 2019, sem grandes nomes. Tem como técnico Wallace Lemos, que comandou o River do Piauí no ano passado.







Rua Tiradentes, 30 – 4-º Andar – Edf. São Francisco – Centro - Santo Antônio de Jesus/BA. CEP: 44.571-115
Tel.: (75) 3631-2677 - Porque o Mundo muda.
© 2010 - TV RBR - Todos os direitos reservados.